Galinha Pintadinha do Diabo? (Parte 2)

gpdiaboIINo dia que eu publiquei o primeiro post sobre a Galinha Pintadinha ser coisa do demo saiu no facebook novas acusações sobre a pobre da popó e suas musiquinhas (aquelas musiquinhas que a gente sabe cantar porque já existiam na nossa infância. E foram muitos mails, muitas in box pedindo para eu comentar o assunto.  Então novamente eu pesquisei e vamos as minhas conclusões.

Primeiro para você entender segue a postagem, feita no facebook dessa vez, com as acusações:

ALERTA AS MAMÃES,PAPAIS,TITIAS E AVÓS:

Por quê uma galinha como personagem?

Sabemos que as galinhas são usadas como oferendas.

Estive observando alguns trechos de algumas das suas canções….
PAI FRANCISCO:"PAI FRANCISCO ENTROU NA RODA"Que roda é essa?"Como ele vem todo requebrado,CHAPÉU DE LADO"desengonçado.Quem é que usa chapéu de lado feito um malandrinho?
POMBINHA BRANCA:…."Passou um moço de TERNO BRANCO E CHAPÉU DE LADO"Já falamos sobre ele acima,"MANDEI ENTRAR,MANDEI SENTAR,CUSPIU NO CHÃO"Quem é que lá onde eles se reúnem ao se sentar cospe no chão?E quem nossas crianças estariam convidando para entrar,provavelmente em suas vidinhas?
A BARATA:"Diz que tem isso e aquilo e é sempre tudo MENTIRA"Não seria a estratégia mostrar para nossas crianças que mentir é normal e até divertido?E ainda fala de "7 SAIAS"todo o tempo.Sabemos quem é a tal da 7 saias não é mesmo?Oito saias combinaria perfeitamente maaas…
BORBOLETINHA:"ESTÁ NA COZINHA FAZENDO CHOCOLATE PARA A MADRINHA"Quem seria essa madrinha?"POTI-POTI,PERNA DE PAU,OLHO DE VIDRO E NARIZ DE PICA-PAU"Não está parecendo um feitíço?
Tem tbm uma outra borboletinha que assume ser faceira e FEITIÇEIRA.É assim que o mal tenta chegar até as criançinhas,com bastante cuidado para que ninguém perceba.
D.ARANHA:"Ela sobe pela parede e é TEIMOSA E DESOBEDIENTE.
A GALINHA E O GALO:"A GALINHA FICOU DOENTE…"Eu não quero ver meu filho doente,portanto não vou ficar repetindo isso todo dia."A ENFERMEIRA ERA UM URUBU"sabemos que urubu gosta de carniça.
Bom,depois de tudo isso eu vou colocar SMILINGUIDO,POCOYO,CAILOU ou qualquer outro desenho para meu filho assistir.Claro,sempre pedindo a direção de Deus.Aos pouquinhos eles vão se acostumando.

Para começar quero falar de religião. Sim. Religião. Não posso dizer que foi está ou aquela religião que propagou tais difamações. Até porque em todas as religiões encontramos gente do bem e gente do mal. Já vi muita gente pedindo o mal pro próximo e pregando a palavra de Jesus.  A questão não é qual a religião que está fazendo isso mas sim, que claramente, tenta associar a Galinha Pintadinha as religiões afro brasileiras.  

As religiões afro brasileiras são muitas e tem variações de estado para estado. Elas foram introduzidas pelos negros escravizados no Brasil e a maioria delas tem relação com a religião africana Yorubá.  As conhecidas popularmente em todos os estados do Brasil são a Umbanda, o Candomblé e a Quimbanda. E não pense que todas são farinha do mesmo saco, porque não são. Cada uma tem suas particularidade, da mesma forma que temos cristão católicos, evangélicos, luteranos e protestantes. A origem de todos os cristãos é a mesma, assim como a origem de todas as religiões afro brasileiras, mas cada uma com suas particularidades.

Agora perceba que os escravos, não tinha nada de direito. Eles perderam sua pátria, suas famílias, suas casas. Perderam tudo. E a forma para se manterem ligados a sua cultura foi manter os costumes religiosos. Eles sonhavam com a liberdade e cultuavam seus orixás (os católicos cultuam os Santos), mantendo as tradições de oferendas. (Veja bem, eles dão oferendas, como animais, flores, fumo e bebidas já  os cristãos dão oferendas em forma de dinheiro – o chamado dízimo).

E nem manter as tradições religiosas eles podiam na verdade e por isso ouve um sincronismo com os santos católicos que eram cultuados pelos senhores de escravos. Ou aqui, alguém não sabe que São Jorge, aquele que mata o dragão, é o mesmo que Ogum e Nossa Senhora Aparecida é Oxum? E que assim como os católicos tem Deus, como soberano e superior as religiões afro brasileiras tem Oxalá.

Partindo deste ponto vamos entrar na questão dos Exus, que assombram o imaginário popular e são associados a figura do malandro, do sambista, que expliquei no outro post. A origem do Exu nas religiões africanas é a de mensageiro dos Orixás. Na época do sincretismo (aquele de associar Santos católicos aos Orixás) ele foi marginalizado por ser considerado um espírito menos evoluído (as religiões afro brasileiras tem muito do kardecismo também). Acabou sendo sendo associado aos escravos rebeldes, aos que não se subordinavam e até mesmo a coisas malignas e do diabo. Mas preste atenção em sua origem. ELES ERAM MENSAGEIROS! Como no catolicismo não existe está hierarquia aconteceu a marginalização dos exus. Quem ai tem medo da pomba gira, levanta a mão?! E quem tem medo do lobo mal?!

E ai eu vou contar uma coisa, que basta a gente pesquisar um pouco para saber. Exus não realizam trabalhos para o mal. Ah, pois é. Dessa você não sabia, né?! Eles são entidades em busca de evolução e eles são a lei no mundo astral, dentro da teoria das religiões afro brasileiras. São eles que ficam de olho nos kiumbas para evitar o mal. Os kiumbas são os mesmos espíritos obsessores do espiritismo. Ou ainda os suicidas para o catolicismo.  

Agora que nós entendemos um pouco sobre as religiões afro brasileiras, seus sincretismo com a religião católica e suas origens vamos as músicas.

A primeira consideração feita nos texto que acusa a Galinha Pintadinha é porque uma galinha. Eu realmente não posso responder porque uma galinha azul com pintinhas brancas. Tentei contato com os produtores, mas não tive resposta ainda. Tudo que descobri sobre o assunto é que a Galinha Pintadinha era um projeto para um canal de televisão. Como os produtores não puderam ir na reunião, colocaram o vídeo no you tube. O canal de televisão não fechou o projeto mas o vídeo ficou por lá. Um dia alguém descobriu, gostou, passou para outras pessoas e virou febre.

As escolhas das músicas são um resgate as músicas da infância dos produtores. Já falei sobre isso em no outro post. Então se alguém quer colocar a culpa de ser coisa do demo tem que colocar em quem criou essas músicas e não na pobre da popó.

Por uma questão cultural e, obviamente pela mistura com escravos, culturas e religiões ( e não esqueça que os escravos libertos, passaram a trabalhar como empregados domésticos, babás e todas as outras profissões marginalizadas e consideradas subempregos para os "brancos ricos"), obviamente temos essa influência nas nossas músicas e canções populares. Realmente isso é inegável. Assim como também temos a influência indígena, portuguesa e espanhola em nossas brincadeiras de roda.

Mas existem muitas interpretações, há quem diga que Pai Francisco, fosse um homem que por tocar seu violão despertou a raiva do delegado, foi preso e ao sair de lá todo desengonçado foi porque apanhou demais. A roda que ele entrou não poderia ser uma roda infantil? Ou as crianças não brincam de roda? Pai Francisco também já foi considerado um pedófilo, que ao entrar na roda para brincar com as crianças foi preso pelo delegado, tomou uma surra e saiu de lá todo quebrado.

Até onde eu sabia pomba branca representava a paz e o Espírito Santo. Porque pomba gira normalmente usa as cores preto e vermelho.  Mas retirar um trecho de uma música, não faz sentido se não analisar toda ela. O que acontece após o moço cuspir no chão? A pombinha da uma bronca nele e pede para ele ter mais educação. Os trajes do rapaz (terno branco e chapéu de lado) remetem a figura do malandro (aquele que já expliquei no outro post). 

A coitada da Barata (que por ser um inseto que a maioria tem pânico – e isso me inclui) foi escolhida para ser mentirosa. E vejam bem, ela usa sete saias, e na acusação a pessoa pergunta quem usa sete saias e ainda diz que o ideal seriam 8. Pois bem, uma entidade conhecida na Umbanda é a Cigana Sete Saias. Mas ela não tem relação nenhuma com baratas. Ela é a Deusa do Amor e acho que barata não combina nada com amor. (Pelo menos eu acho!)

A madrinha da borboletinha também é do demo e até as combinações de palavras para rimar viraram feitiço. Sem contar que a outra borboleta que é feiticeira está procurando amor.  

E quem disse que não ia sobrar para a dona Aranha só porque ela é teimosa e desobediente e anda na chuva? Sim porque a música diz que a Aranha está sendo teimosa e desobediente porque ela quer subir na parede com a chuva, brincar com água. 

E ai, por último vem a música da própria galinha, que mais do que qualquer maldade, me parece que mostra uma questão de gêneros, afinal a galinha usa saia e o galo calça. A galinha fica doente e o marido não da a menor bola (oi?! Acho que o galo carijó é o meu marido!) e o médico, era o Peru, a enfermeira o Urubu e a agulha da injeção é a pena do pavão (me parece que todos os bichos citados são aves, ou será que estou ficando louca?!).

Depois que escrevi o outro post, uma leitora, com toda a educação me perguntou sobre, porque ter na música dos elefantes, ao final a frase "mas que inferno". Bom, concordo que foi de mal gosto dos produtores colocarem, mas a verdade é que sempre se cantou assim, ou com palavras como "que saco". Porque realmente é muito chato contar todos aqueles elefantes de frente para trás e de trás para a frente. 

Enfim, o post ficou longo demais mas acho que tudo é uma questão de pesquisa. Não foi a Galinha Pintadinha que inventou essas músicas. Elas estão no nosso folclore e tem sim muita influência dos costumes africanos, assim como dos europeus e dos indígenas também. Não existe como negar. Agora procurar em cantigas de roda antigas explicações e sinais do diabo, vai um pouco longe demais. Assim como fazer essas associações a uma religião cheia de costumes e tradições. 

Não quer deixar o filho ver, não deixe. Mas não invente desculpas para isso. E nem crie calunias a uma religião só porque não é a sua. Estude, pesquise, aproveite o tempo que passa conectado para entender a origem das coisas. Eu até tenho uma teoria da conspiração do porque dessa perseguição as religiões afro brasileiras (confesso que me lembra um pouco a caça às bruxas feita nos séculos passados), mas isso é história para um outro post. E antes que alguém me pergunte, eu sou católica. 

Adoramos sua participação